[Jornada] - Bobbu

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Jornada] - Bobbu

Mensagem por Squigly em Ter Jul 11, 2017 2:19 pm


Jornada - Prólogo


Me chamo Maxwell! Maxwell Stone Heart! Venho de uma grande, bruta e monótona linhagem de mineradores famosos, meus antepassados viveram enterrados no subsolo tentando ganhar a vida de alguma forma, sendo encontrando ossos petrificados ou joias raras. Comigo não foi diferente, sempre tive um amor surreal por cavernas, montanhas e muitas aventuras. Meus pais se conheceram em Oreburgh City, ambos empunhavam grandes picaretas e golpeavam pedras lado a lado, eles se conheceram nas minas e juram de pé junto que querem morrer em uma mina, bem pode ser algo sinistro para vocês, mas é algo bonito pra peste pelo menos para meus familiares ou para min.






Vivemos em Oreburgh City por muito, muito tempo, escavamos as grandes minas e fizemos grandes conquistas juntos como uma grande família. Porém, toda a magia daquela pacata cidade havia acabado, pesquisamos tudo que podíamos e não havia mais o que fazer naquele lugar, acabamos por viajar por Sinnoh parando em Pastoria City e isso acabou dando uma pausa para o subsolo. Neste meio tempo acabei atingindo os doze anos, era um moleque sapeca que não tinha o que fazer, meus pais acabaram se incomodando com isso e então decidiram me mandar de volta para Oreburh City e assim passei a viver com minha avó. Como eu estava de volta em minhas raízes, resolvi adentrar as antigas minas já cem por cento descobertas. Tudo era o mesmo, as rochas, os pokémons, os mineradores e ate mesmo os abismos foi algo que vivi durante a minha vida inteira. Porém, algo me chamava muita atenção, uma casca redonda muito semelhante a um vaso se mexia sozinha, então um crustáceo saia daquela casquinha de forma bem simpática e um grande sorriso se destacava no seu rosto. Aquela pequena criatura, hoje é o meu melhor amigo, ele se chama Dwebble e é uma pequena muralha.




Dwebble passou a viver comigo e com a minha avó, a mesma havia comprado uma Pokéball, de forma óbvia eu arremessei aquela coisa contra Dwebble e o mesmo acabou sendo capturado por conta própria. Apesar disso, Dwebble não gostava de ficar em sua esfera e praticamente vivia fora da mesma. Passou-se alguns meses desde minha mudança, voltando para Oreburgh City minha vida não tomou outro rumo, eu era apenas um garoto sem objetivo, minerar poderia ser algo perfeito para o meu futuro, mas meus familiares conseguiam enxergar outro caminho em minha vida, com isto acabei sendo expulso, digo, convidado a me retirar e então começar uma das famosas jornadas pokémon.

Em um dia aleatorio, me preparei e acabei por sair de casa por conta própria, foi um alivio para a minha avó e também para os meus pais, escolhi ser um Treinador Pokémon, mas não qualquer Treinador, irei respeitar as raízes de minha família e então seguirei como um Minerador Pokémon, se não entendeu, serei um Monotreinador do tipo Pedra, seguirei meu caminho como um Stone Heart e também descobrirei um pouco mais sobre cada criatura existente neste mundo. Você deve pensar, que eu me apeguei a essa paixão da noite para o dia, mas ao conhecer Dwebble a minha vida tomou uma reviravolta, Dwebble conseguia fazer tantas coisas, cortar, fatiar e ate mesmo lutar, quais mais criaturas poderiam fazer o que Dwebble faz? Bem, este vai ser meu objetivo em minha jornada, vocês podem apostar.

_________________
avatar
Squigly
Monotreinador rock
Monotreinador rock

Masculino Mensagens : 18
Pontos : 30
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/07/2017
Nível de personagem : 10

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jornada] - Bobbu

Mensagem por Squigly em Qua Jul 12, 2017 7:27 pm


Jornada 001# - Ensinamentos de um Veterano

O grande dia havia chegado, estava me preparando com tudo que tinha direito, minha mochila já estava preparada e recheada com uma grande quantidade de mantimentos e vestimentas. Dwebble estava com muita energia e animação, resultado de uma grande e descansada dormida. Faltava poucos preparativos para a minha grande saída, o que me faltava era um beijo de despedida de minha querida e velha avó, tudo estava perfeito, parecia que a sorte estava sorrindo para min.

Com muita felicidade desço as escadas de minha casa com pressa, Dwebble tentava me acompanhar com suas pequenas e curtas patinhas de inseto. Minha avó como sempre estava sentada próxima a mesa de jantar, tomando um café e comendo uma fatia de bolo de Oran Berry, vou em direção a mesma e a abraço e lhe dou um beijo na bochecha, eu vivi pouco tempo naquela casa, porém, naquela cidade vivi quase toda a minha vida, tantas reviravoltas, será que os Stone Heart nunca param em um só lugar? Enfim, aquela senhora se levanta devagar e redireciona sua voz ate min com muito orgulho:

- Oh Maxwell, sentirei tantas saudades... Peço que ligue para os seus pais e se despeça deles assim como fez comigo, eles devem estar com tanto orgulho! _ Dizia a senhora. Coloquei uma de minhas mãos na parte de trás e as cocei com um pouco de vergonha, enquanto sorria de forma constrangida e então respondia com a voz tremula e o rosto suado - M-mais é claro! Ligarei a-assim que possível! - Eu realmente não sabia se meus pais estariam ligando para a minha aventura, eles sempre tiveram um certo preconceito com treinadores, sempre pensavam que meu futuro era como um grande minerador, e bem, eu também pensava, mas logo depois de conhecer Dwebble minha vida tomou uma reviravolta completa, a paixão pelos pokémons tomou conta de todo o meu coração, agora o amor pelas cavernas, minérios e  riqueza vive lado a lado com o amor que tenho pelos pokémons. Me desculpem, mas, meus pais nem sabem que eu tenho um pokémon como amigo, sério!

Sai de casa com tudo para cima, emoções, espírito e autoestima. O cheiro de poeira,  suor, gasolina e carvão de Oreburgh City nunca foram tão vivos quanto hoje, o dia estava bom para peste. Segui para a estrada mais próxima, carregando apenas meu pokémon, uma mochila lotada de coisas e nenhum tostão no bolso. Sim, estava querendo, tentando, com muito desejo de chegar na Route 207, dizem que lá vive alguns Geodudes, ó bichinhos fortes.

Estava em direção a Route 207 como falei alguns minutos atrás. Caminhei por pouco tempo e segui a estrada de cima de Oreburgh City, era incrivel a grande quantidade de pessoas que me olhavam, talvez estavam com inveja ou orgulho, na verdade não estou nem ai. Enfim, segui a mesma estrada ate chegar em um matagal composto de lama, montanhas e muita, eu disse muita grama alta. Era incrivel a grande quantidade de pokémons que caminhavam tranquilamente por aquele lugar, sério, eu estava completamente confiante. Dwebble observava tudo ao seu redor, aquele grandes olhos acabaram dobrando de tamanho, tanto eu quanto ele sentiam muita confiança e animação.

Acabamos por decidir caminhar dentre a grama alta, procurar por pessoas, pokémons, alguém para conversar. Para nossa surpresa acabamos por encontrar um tropa de cor morena e bem alto, ele vestia uma boina vermelha, uma jaqueta vermelha, uma camisa colada grossa e colada, junto de calças pretas também coladas e botas vermelhas. Ele parecia um tanto quanto mau humorado, ele tinha um pouco de razão ate porque seu pokémon queria apenas beija-lo, estranho? Bem, me imagine nesta situação.






Dwebble observava o outro pokémon e então corria em direção ao mesmo, seus olhos se formavam dois corações rosados, eles estava completamente apaixonado pela criatura rosada e gorda, a outra criatura estava muito feliz por encontrar alguém para beijar e amar. Tanto o morenão quanto eu acabavam se assustando, pra que tanta violência para o amor? Bem, isso é PokéLove baby! Aquele cara colocava sua mão em seu rosto, enquanto se inclinava para frente, ele estava um tanto quanto chocado com a situação, com um pouco de raiva e também vergonha, o camarada começa a falar:

- Mas que diabos está acontecendo aqui? Smoochum! Largue! Largue! -  A situação era muito gosada, eu não conhecia parar de rir, Dwebble dançava de forma enlouquecedora e a gordinha não parava de lhe dar beijos por todo o seu corpo, a casca do pequenino acabou se tornando um amontoado de selinhos - Tá, chega, galera se acalma, chega de amor. - Mesmo com todo aquelas ordens os pokémons demoraram a parar de namorar, aquela beijarada terminou por volta de dois minutos ou menos, mas foi bom ver que Dwebble é bem sagaz. O moreno não identificado, segurou a rosada em seus braços e voltou a falar: - Então... Você é um desses Hiker ou School Kids? Vejo isso na sujeira do seu rosto e as sardas em seu rosto não conseguem esconder a verdade. - Dizia ele com um tom irônico e também superior, porém, eu fui burro o suficiente de não entender o sarcasmo de primeira -Ei! Obrigado! Mas sou um Treinador e Minerador, mas de qualquer forma muito obrigado! - Sorri muito feliz pelo "elogio", ele colocava as mãos em sua testa e então dizia -Arm.... Tá. O que você quer comigo? Não vê que sou um Ranger? Quer assinar um boletim de ocorrência contra a natureza? Quer ajuda em alguma exploração? O que você quer? - Aquele homem acabava de me bombardear com perguntas que eu não tinha certeza do que se tratava, mas, fui sincero -Ah! Eu quero uma batalha! Acabei de sair da minha casa! Vamos batalhar! - Gargalhei e ele também gargalhou em seguida, de forma afrontosa ele perguntava - Você? Batalhar comigo? Eu? Logo eu? Um ranger treinado por dois anos no exercito, fui comandado por Lt. Surge, fiz várias missões de resgate! Você tem certeza disto? - Ele franzia sua testa e em seguida me intimidava, então logo respondi - Ah tá, então porque você esta aqui no meio do nada? Senhor Tenente da Lagoa Azul! Vamos lá saque sua pokébola, Dwebble quer batalhar! - Dwebble grunhia, saltava para trás e observava meu rosto, ele parecia confuso e com um pouco de medo - Que seja, não tenho que lhe provar nada... Lt. Surge me respeita e sabe como eu sou um bom Recruta... Smoochum é com você! - Ele estava um pouco cabisbaixo mas ignorei, quem cutuca a Ekans de vara curta? - Dwebble é com você! - Yay! A minha primeira batalha.  




Ranger ???: Smoochum use o Ice Punch de  baixo para cima, o levante no ar com um punho e o jogue para baixo com o outro já congelado! Vá agora
Monotrainer Maxwell: E o quê? Ahn? Tá. Dwebble use o Ice Punch!
Ranger ???: O que?

Smoochum suspirava e fechava seus olhos, ela não queria batalhar com o seu novo amor, ela não tinha escolha. A pequena rosada carregava seu pequeno punho com uma energia gelada o fazendo congelar quase que instantaneamente, um cristal gelado consumia todo o seu braço esquerdo o transformando em uma espécie manopla gélida. Smoochum então corria em direção a Dwebble e acertava um soco de baixo para cima, o levantando de uma só vez, com um grande salto o pokémon rosa acerta uma pancada gelada na casca do inseto a rachando. Dwebble tentava se recuperar da sequencia de golpes que havia encarado, o pequeno estava um pouco tonto mas logo se recuperava, ele ouvia as ordens do seu treinador mas ficava confuso, o que o seu treinador havia pedido? O que Dwebble estava fazendo ali? O que é um Ice Punch para um Dwebble?  

Monotrainer Maxwell: O que eu estou fazendo? Me desculpe Dwebble... Use o Cut!
Ranger ???: Você está brincando comigo? Smoochum Lick! O amarre com sua grande língua e o jogue para o mais longe que conseguir!

Dwebble não entende os comandos, ele apenas se esconde em sua casca e tenta espiar o que vai acontecer. Smoochum retira sua gigante e fina língua de sua boca, então ela lança aquela coisa imensa contra Dwebble o segurando pela casca e o arremessando em uma rocha. O inseto se retira de sua casca com um pouco de dor e muita tontura.

Ranger ???: Smoochum use o...
Monotrainer Maxwell: Dwebble volte! Você não merece isso!
Ranger ???: Hein?




Eu não acreditei na minha derrota, em minha primeira batalha, minha primeira derrota. Ao menos aquele cara acabou mostrando um pouco de humildade. Aquela coisinha, como chama? Smoochum! Sim, sim, ela era bem forte, eu não acreditei no potencial dela, agora meu Dwebble deve estar arrasado no coração e no corpo, que peninha:

- Vejo que você não é um treinador oficial, não tem Pokébolas, Pokedex ou pelo menos um pouco do entendimento em pokémons. Venha me siga eu posso tentar te ajudar em algumas coisas. Venha Smoochum. - Ao dizer aquelas palavras, a pequena Smoochum subia em sua cabeça, e então ela me observava curiosa. Eu queria ser um treinador, mas eu não tinha o necessário, estava desconfiado e como aquele tira poderia me ajudar? - E-eu não vou te seguir não meu irmão! Eu nem te conheço! - Aquele homem voltou com a pose, aquela com a mão na cara, ele logo me respondia com grosseria - Argh.... Me chamo Oliver, vivo em um Chalé bem próximo daqui, venha me siga logo. -  Eu recolhi minhas coisas com rapidez e o segui sem hesitar, enquanto andava tentava puxar algum assunto - Então, Oliver! Me chamo Maxwell, eu vi que você é um grande treinador, isso é bacana... Você tem um tipo Dragã... - É seguimos ate o chalé com muito bláblabla e conversa fiada.




Não demorou muito para chegarmos no nosso destino, entretanto, o cenário havia mudado completamente, as montanhas haviam sumido, toda a lama também havia sumido, agora arvores e grama decoravam o lugar. O chalé era formado de madeira como qualquer outro, ele tinha o telhado azul e tinha o estilo um tanto quanto oriental, do lado de fora estavam alguns bonecos de madeira que estavam gravemente danificados, alguns eram cinzas, outros eram congelados e outros estavam com fortes marcas de socos e ponta pés, a propósito um estava sendo usado por um pokémon acinzentado, musculoso e de quatro braços, aquele grandalhão percebia a presença de seu treinador e então caminhava ate o mesmo apertando suas mãos e agachando com respeito, além disso ele me recebia com um forte tapa nas costas e então voltava para o seu treinamento, que sensação épica!




Entrando naquele lugar, logo reparo a decoração, o chão era feito de madeira e as paredes também, algumas eram papel e mostravam sombras de alguns pokémons. Me ajoelhei sem permissão em um pufe, observei em volta a procura de Oliver ele havia sumido de uma hora para a outra a onde ele estava? De repente uma grande passagem no chão se abre, um homem de regata branca, calça militar e botas aparecia entre as sombras, sim, como esperado era Oliver:

- Seja bem vindo ao Treinamento PokéMilitar! Neste lugar eu treino minhas habilidades e as habilidades dos meus pokémons, treino dia após dia para atingir a perfeição, você, Maxwell é meu primeiro Recruta, vou lhe ensinar algumas coisas como ser um Treinador Pokémon e como respeitar seu pokémon! - Oliver tinha a voz forte, ele era rude como um verdadeiro tenente, tenho certeza que ele vive como um militar mesmo sendo um Ranger - Wow... Ser um Treinador parecia ser algo bem simples na TV. Bem, é melhor eu começar. - Disse eu com um sorriso no rosto e muita animação - Este não é um espírito de um Treinador Pokémon, você sempre entra em tudo de ponta a cabeça, você se atira em batalha pós batalha, ou melhor, você literalmente atira seu pokémon em batalha pós batalha, pense pokémons não são armas, eles precisam de treino, batalhar não vai lhe render nada, apenas vitórias e derrotas imaginarias, retire seu Dwebble da esfera vamos da uma olhada no pequeno. - Aquelas palavras eram um tanto quanto sábias, refletir e ouvir foi a única coisa que conseguia fazer, eu não tinha respostas, apenas liberei meu pokémon e ponto final. Dwebble parecia realmente machucado, aquelas queimaduras de gelo estavam por todo o seu pequeno corpo, sua casca estava rachada e um do seus olhos não conseguia nem abrir, ele estava em um estado deplorável - Pobrezinho... Vai ficar tudo bem carinha... - Oliver se levantou, andou em direção de um armário de madeira, o abriu e recolheu um pote com uma mistura provavelmente feita de ervas ou Berrys. Ele então passava aquela mistura nas feridas de Dwebble e então o levava ate uma espécie de incubadora o aquecendo e o deixando bem confortável - Este mundo está recheado de remédios naturais, eles podem ser chamados de Berry ou ate mesmo ser com base de ervas, você deve estudar isso, curar os pokémons a base de Potions ou Antidotes pode ser algo caro pro seu bolso, estude um pouco as Berry quando tiver tempo. - Dizia o homem ocupado - Certo... - O respondi de forma insegura. Oliver voltou a andar e desta vez se dirigiu ate um baú a onde recolheu alguns itens estranhos, pelo menos para min  - Você parece não ter uma PokéDex ou Pokéballs, fique com essa Dex velha, ela esta sem nenhuma informação de pokémons ou algo do tipo, tenho também algumas pokébolas fique com cinco delas. A dex possui as informações dos pokémons e também tem os movimentos que o pokémon pode aprender - Meus olhos brilhavam, eu logo peguei todos os itens e os guardei em minha mochila, não conseguia mais ouvir o que Oliver dizia - Muito, muito obrigado mesmo! Isso vai me ajudar muito! - Eu já tinha aprendido o suficiente, porém, Oliver queria me ensinar mais. Passei por volta de cinco ou sete horas naquele lugar, lendo livros e ouvindo as historias de Oliver, ele era um veterano e amava seus pokémons.




A noite havia chegado e estava pronto para ir embora, recolhi com cuidado Dwebble que estava adormecido me despedi, porém, Oliver me desafiava para outro batalha, talvez outra vitória para ele mas agora eu estava um tanto quanto preparado - Você não pode ir embora assim, vamos me mostre o que você aprendeu, vamos lutar! - Eu gargalhei e lancei novamente Dwebble este já estava acordado e pronto para lutar - Vá Dwebble! -


Ranger Oliver: Vamos lá... Umbreon use o Pursuit! Tente desviar de qualquer ataque ofensivo que Dwebble traga, o persiga sem pena!
Monotrainer Maxwell: Hum... Deixe me ver... Fury Cutter e Rock Blast... Ok! Dwebble use o Fury Cutter! Vai com tudo!
Ranger Oliver: Você aprende rápido!

Umbreon corre em direção a Dwebble com muita velocidade, o mesmo acerta uma mordida bruta contra Dwebble causando uma pequena ferida em seu rosto pequenino. Dwebble ouve com atenção as ordens do seu treinador, o mesmo saltou contra Umbreon e o arranhou múltiplas vezes causando arranhões por todo corpo do pokémon adversário.

Monotrainer Maxwell: Dwebble! Use o Fury Cutter de novo e de novo!
Ranger Oliver: Shadow Ball! Vá acerte bem na casca!

Dwebble acerta uma investida em Umbreon e então se coloca em cima do tronco do pokémon, o pequeno inseto entre em frenesi iniciando uma sessão de cortes no rosto do seu adversário, Umbreon sem escolha acaba desmaiando.



Eu estava em choque, eu ganhei? Eu ganhei! Eu acabei de vencer um ótimo pokémon treinado por um ótimo Treinador! Muito bem Dwebble. Oliver estava muito feliz com os resultados, eu tinha amadurecido como treinador graças ao seus ensinamentos - Yahoo! Eu estou tão feliz! Eu ganhei uma batalha pokémon, que sentimento mais gostoso! Dwebble volte e descanse você merece uma boa soneca. - Eu não consigo descrever os sentimentos sentia, apenas sentia e pronto, era algo muito bom - Meus parabéns, você ira se tornar um ótimo treinador, algo que eu nunca vou me tornar! Parabéns! Agora retorne Umbreon! Você lutou bem! E você garoto siga para a cidade mais proxima, você vai encontrar pokémons fortes e treinadores bem mais habilidosos! Boa sorte, sempre que puder entre em contato comigo, será algo incrível acompanhar sua jornada! - Disse Oliver - Pode ter certeza! Você será a primeira pessoa que ficará sabendo de min! Eu lhe devo muita coisa. - O respondi enquanto segui meu caminho aleatoriamente, quais surpresas estão me esperando neste gigantesco mundo? Bem, vou descobrir logo.

__________________________________

Jornada 1.2 - Cabeça Dura

Acabava de sair do Chalé de Oliver com seus ensinamentos em minha cabeça, a noite estava calma e quase não se ouvia os grunhidos dos pokémons, a onde ficava Oreburgh City? Eu não fazia ideia, e aonde eu posso comprar um mapa? Bem, eu também não fazia ideia. Apenas segui meu coração e o chamado do vento. Ao meio do matagal uma cabeça de pedra flutuava com seu grandes braços levantados, sim, era um Geodude, a criatura que me fez ganhar o dia. Com muita calma eu me movia em direção a ele, pronto para arremessar uma de minhas pokébolas e então "pluff" lancei a primeira que vinha em minha frente, aquela esfera engolia a criatura instantaneamente, porém, ela voltava para as minhas mãos e o Geodude estava muito irado, ele se investia contra min sem medo de me ferir, o que fiz? Bem eu corri, sem Dwebble não tinha como lutar, mas eu precisava capturar aquela criatura. Novamente me escondi, desta vez atrás de uma arvore, o cabeçudo me olhou friamente e logo foi para cima de min, desta vez arremessei novamente a pokébola e então ela o engoliu, aquela esfera se mexia para todos os lados e então mais uma vez ela voltava para as minhas mãos, Geodude estava louco. Eu realmente não tinha nenhuma escolha, tive que lançar Dwebble para outra batalha. Ele parecia cansado e só queria dormir, no entanto, eu precisava dele.


Monotrainer Maxwell: Dwebble use o Rock Blast!

Dwebble juntava algumas pedras ao seu redor, em seguida as lançava aleatoriamente em direção a Geodude causando um dano razoável. A pedra ambulante se levantava as pressas, e então flutuava com muita pressa em direção a Dwebble e então o acertava um poderoso empurrão que jogava o inseto para trás (Tackle). Dwebble estava ferido mas aguardava mais alguns comandos.

Monotrainer Maxwell: Poxa Dwebble! Melhore esse Rock Blast! Vá com vontade!

Dwebble faz com que seu corpo se envolva com um brilho acinzentado, uma grande pedra é formada em cima de seu pequeno corpo por outros fragmentos de rocha, aquela imensa massa rochosa vai aumentando cada vez mais e então o pequeno lança contra seu adversário aquela rocha gigantesca causando um dano monstruoso e arremessando o seu inimigo contra a parede. Geodude acaba sentindo uma forte tontura, mas se recupera rapidamente, a rocha flutuante se mexe freneticamente levantando muito poeira (Mud Sport).

Monotrainer Maxwell: Agora é comigo! Pokéball vai!

Uma esfera bicolor é lançada contra Geodude, a mesma engole o pokémon de alguma forma e o transforma em um brilhante raio branco, a esfera se mexe de um lado para o outro ate que se fixa em um só lugar, a mesma faz com que o botão central brilhe em verde sinalizando a captura concluída.


(Yay, um pokémon fofinho e tenebroso ao mesmo tempo)

Acabei capturando um dos pokémons que eu mais desejava e ele acabou sendo minha primeira captura, o orgulho estava acima da media. Retornei Dwebble logo após a enche-lo de carinho. Geodude estava seguro em sua pokéball, so me perguntava qual seria o seu sexo? Seria uma fêmea parruda? Ou um macho valentão? Bem, isso vai ter que esperar.

Já era tarde da noite e retornei a Oreburgh City, utilizei o Centro Pokémon e o telefone do mesmo, era a hora de contar a verdade para os meus pais, era a hora. Disquei aquele número que nunca saiu de minha cabeça e esperava que eles tivessem a melhor reação que o possível, eu só esperava ser apoiado:

- Alô! Mamãe? - Disse eu com muita confiança - M-Maxwell! É o seu pai meu garoto! Como vai a mineração? - Falava meu pai com muitas esperanças e felicidade
- B-Bem! Hahaha! Eu escavei um fóssil semana passada... Hahaha - Mentir nunca fez mal a ninguém - Este é o meu garoto!  Um Stone Heart de verdade! E então porque parou suas explorações veio falar um pouco com o seu velho? - Apenas engoli seco e senti o suor caindo do meu rosto - Então... P-Pai eu sou um Minerador e Treinador Pokémon! Yay! Hive Five! Hahaha... - Eu estava com tanto medo - Hum... Tudo bem... Mas você está minerando e honrando o nome de sua familia certo? Você sabe o que eu acho desses guris que vivem viajando o mundo como vagabundas galanteadoras, certo? - Apenas consegui gargalhar, que reação tosca não é - Certo, Certo... Sim, eu estou me alimentando bem e sim eu já tenho roupas limpas... Certo, adeus. - Foi uma ligação realmente longa, eu realmente não aguentaria mais um minuto se quer ouvindo a voz de meu pai, mas fico feliz que ele me apoie, espero conseguir falar com minha mãe também, ó mamãe quantas saudades.


Oie :v

Esse é o meu primeiro texto no forum! Eu li algumas regras e fiquei sabendo do máximo de linhas então amuntuei todo mundo e diminui para 80. Eu realmente não sei se posso fazer uma captura + treino, se tiver algum problema eu separo as duas e faço um post pra cada.


Amo vocês :)


Última edição por Bobbu em Qui Jul 13, 2017 2:46 pm, editado 1 vez(es)

_________________
avatar
Squigly
Monotreinador rock
Monotreinador rock

Masculino Mensagens : 18
Pontos : 30
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/07/2017
Nível de personagem : 10

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jornada] - Bobbu

Mensagem por Cueio em Qui Jul 13, 2017 8:03 am

Saudações, irei agora avaliar a sua jornada. :cueio:

Tendo em conta o treino... Opa, o que dizer da trama que mal comecei a ler e já considero pacas. Gostei da história do seu personagem. Os apartes na narração são um bom pormenor, assim como a falta de experiência, funcionam muito bem para dar autenticidade ao texto na minha opinião. Achei a batalha um pouco simples mas a história compensa. Bom trabalho. Ah, tenha atenção aos erros ortográficos; "min" escreve-se com "m" no final.

Nota: Ótimo
Bônus: Dwebble recebeu 6 níveis (+2 graças ao bônus de classe); Personagem recebeu 4 níveis (+2 graças ao bônus de classe).

Tendo em conta a captura... infelizmente tive de invalidar já que você não usou o tópico de rota para achar o Geodude antes de fazer a captura. Você dirige-se aqui (http://pokemonrebornnewrpg.forumeiros.com/f19-rota) e cria um tópico pessoal tal como o da jornada. Leia o tópico de regras nessa mesma área para saber mais; informação é poder. Não se esqueça de colocar na sua captura o link do lançamento, assim fica mais fácil verificar. Caso você encontre um Geodude mais tarde, pode tentar postar uma captura semelhante novamente e pode ser que já seja válida.

Nota: Inválido
Bônus: --

_________________
avatar
Cueio
Administrador sub-master
Administrador sub-master

Masculino Mensagens : 516
Pontos : 619
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/12/2016
Idade : 21
Localização : Em todo lado
Nível de personagem : 5
Rank : 1000
Ficha : 【FICHA】Cueio
Jornada : 【JORNADA】Cueio

Ver perfil do usuário https://www.youtube.com/channel/UCGv2SwEK8KWzE1rE-e_sj0g

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jornada] - Bobbu

Mensagem por Squigly em Qui Jul 13, 2017 10:31 pm


Jornada 002# - O Monstro Marinho


Depois de uma noite longa de descanso em um dos quartos lotados do PokéCenter, me levanto de minha cama e me preparo para mais um dia, sim, parece que passei mais uma noite em Oreburgh City. Acabei saindo daquele lugar as pressas, mas senti que havia esquecido, o que era? O que eu tinha esquecido? Ah mas é claro meu Dwebble, voltei para trás e me dirigi ate a bancada rosa a onde estava aquela dona de cabelos também rosa, ela me entrega a pokébola do pequeno e então assim eu me despedia.

Acabei decidindo ir para a Route 206, procurar alguns pokémon de pedra, pescar algum pokémon aquático ou até mesmo procurar algum treinador para batalhar. Segui em direção a Route 207 e continuei seguindo em frente de forma aleatória, eu não sabia a onde estava indo mas tinha certeza que a Route 206 era no Norte da Route 207, não vou mentir, meu amigo, eu dei várias e várias volta nesse matagal rochoso. Demorou um pouco, mas finalmente encontrei a grande pistas de ciclistas, se não fosse aquela grande pista eu nunca teria encontrado a tão esperada Route 2017.


Aquela rota era realmente grande, possuía algumas montanhas, árvores e um rio que corria no meio dela, uma das coisas que mais me chamou a atenção foi a grande pista de ciclismo, a grande quantidade de gente com suas bicicletas era quase que infinita, alguns paravam no meio da pista para tirar um descanso ou ate mesmo fazer uma pequena batalha pokémon. Além dos ciclistas, existia uma extensa quantidade de pessoas observando o lago, junto deles, um pescador danado de raiva se destacava. Ele tinha a pele clara, era já um sujeito velho, usava um colete vermelho e uma camisa polo branca, calças largas verdes pântano e uma bota de borracha escura. Aquele cara estava muito revoltado, eu não sabia seus motivos e então logo fui perguntar, fui em direção ao rio e entrei no meio da multidão:

- Que que isso? Que que taacontecendo? - Disse eu com o tom alto e moderado, para ser mais simples, foi apenas um berro mesmo - Vocês tem que acreditar! Eu vi com os meus próprios olhos! Era uma criatura grande e esverdeada! Ele escapou por pouco! - Pessoas olhavam para o pescador de forma duvidosa, eu realmente não sabia se acreditar ou não, mas ele parecia uma pessoa completamente assustada e também animada - Calma ai... Como era a criatura que você viu? O que você viu? - O pescador tirava seu chapéu e o arremessava no chão, então saltava sobre o mesmo várias e várias vezes - Eu vi! Eu vi! - As pessoas acabavam de perder o interesse no caso, elas iam embora, restando apenas eu e o pescador de revoltas - Hum... Um pokémon aquático? Gigantesco? Hum... Isso vai dar uma ótima refeição ou pode dar uma boa grana. - Disse eu de forma baixa e pensativa - Ei, como você se chama? Meu nome é Maxwell! Percebi que aquelas pessoas não estavam te levando a serio... Talvez você quisesse ajuda de Treinador Pokémon habilidoso como eu! - Eu podia ter um certo interesse naquele pokémon, mesmo ele não sendo do tipo Rock  - Maxwell! É um Prazer conhece-lo, me chamo River!   Mas ignore as cerimoniais! Eu sinto que você pode me ajudar de alguma forma. Essa cara suja, esse rosto sardento e esses cabelos ruivos conseguem esconder o seu talento! Sinto que em seu bolso vive um Electrode, um Raichu ou ainda melhor um Electabuzz! - Eu não conseguia entender uma palavra do que ele dizia mas acabei mentindo, uma mentirinha nunca matou ninguém - Sim! Sim... Eu tenho um Elequinoude! - Ele me observou confuso e corrigiu - Electrode! - Confirmei - É isso mesmo, um gigantesco Electrode! Ele tem Shadow Ball sabia? Haha! - Sim, eu estava mentindo e não fazia ideia o que era um Electrode - Que beleza! Eu não sabia que Electrode podia aprender este movimento! Hahaha! Vamos, temos um monstro para capturar, suba em meu barco, vamos passar horas e horas nele, se prepare garoto!. - O pescador seguia em direção a um velho barco de pesca e eu o seguia encarando tudo em minha volta.

Aquele rio era o maior rio que já vi na vida, o barco velejava lentamente pelas aguas escuras, o cenário estava ficando cada vez mais tenebroso, as aguas calmas e o frio que o ambiente trazia era algo assustador, troncos de arvores boiavam pelas aguas junto de sombras de alguns pokémons que nunca vi na vida, vitórias regias gigantesca boiavam juntas, ao olhar para cima me deparava com o céu nublado e algumas árvores podres que estavam prontas para desabar, barrancos de barro em todos os lados serviam de abrigo para alguns pokémons castores, porém, o mais assustador era uma pequena "tribo" de pokémons amarelados e narigudos que parecia pacifica ao meu ver, wow, pode apostar cara isso foi a coisa mais assustadora de toda a minha vida. O pescador River estava fissurado em sua busca, ele não soltava uma palavra se quer, ele apenas mantinha a sua mão na alavanca do motor e observava as aguas esverdeadas. Eu? Bem, eu estava apenas sentado sentindo as vibrações da Pokéball de Dwebble, o pequeno queria sair para dizer um "oi", mas todo meu plano iria para agua a baixo caso eu o revelasse, eu tentava acalma-lo de alguma forma acariciando aquela esfera  , não me culpe, eu comecei minha jornada ontem, eu não sabia nem mesmo a onde estava ou o que estava fazendo. O silêncio logo foi interrompido pelo som das aguas, algo fazia com que elas borbulhassem de forma inquietante, seria um gêiser ou algo do tipo? Olha, guri eu não sei não, mas gêiseres em rios ou lagos é algo bem estranho. Uma sequencia de espinhos apareciam na superfície mas logo desapareciam, entretanto, uma sombra caminha dentro d'água com rapidez e um grunhido alto ecoava por todos os lados, pavoroso. River logo acendeu um fogo em seu rabo, ele estava muito animado, ele lançava uma isca enorme em direção a criatura enquanto olhava para mim com um dedo próximo a sua boca e então voltava para o seu foco, me levantei calmamente e fui para a borda, observei as aguas e notei a grande sombra que se aproximava do barco, aquilo me afrouxou completamente, me ajoelhei no barco e olhei novamente para o fundo do rio de forma sigilosa, suspirava devagar à medida que a criatura se aproximava. De supetão, a criatura desaparecia de nossas vistas, o barco começava uma tremeção desnecessária e incomum, as tranquilas aguas do mar se transformavam em aguas agitadas e também ferventes, bolhas subiam ao céus e estouravam despejando gotas e mais gotas de água quente, o vapor se levantava e servia como aviso, a água estava escaldante. Eu estava completamente eufórico, que coisa lendária! River tentava encontrar a criatura gigantesca com todas as forças, enquanto eu caçoava da situação, mesmo estão a beira da morte eu só conseguia rir:

- Prepare seu Electrode garoto! A vara vai comer! Vá Politoed! Eu esperei tanto tempo por você King Kingler... Fomos amigos por tanto tempo, porque você me deixou?! Você será meu querendo ou não! -

O pescador parecia conhecer aquele pokémon, eles já tiveram um laço forte, eu poderia ver aquilo na voz, no coração, nos sentimentos de River. Então, ele recolhia uma de suas Pokéballs com um estilo azul oceânico e as lançava no mar, em uma explosão de bolhas um pokémon de cor verde era revelado, ele parecia pronto para batalhar contra a estranha criatura, porém, onde ela estava? Um monstro saia das profundezas e disparava contra o pequeno sapinho um jato d'água fervente, River comandava seu pokémon e eu logo fazia o mesmo, retirava de sua esfera Dwebble que pousava em cima de uma vitória regia.

                                   
               
   
Fisher River: Oshe? Electrode?
Monotrainer Maxwell: Foco! Foco!! DwebbleRock Blast!! Espero que tenha alguma pedra nesse riozinho...
Fisher River: Argh... Politoed! Psychic!

Kingler mergulha se aproximando de Politoed sorrateiramente, o grande e esverdeado caranguejo suga uma grande quantidade d'água com sua garra esquerda e então esmurra seu adversário com uma imensa força soltando todo o liquido contra o seu inimigo (Crabhammer). Politoed tenta se recuperar do golpe pesado que havia enfrentado, o pequeno sapo se levanta com dificuldades e então se senta no chão e começa a meditar, de alguma forma ondas sonoras vão em direção a Kingler e acabam distorcendo o cenário, uma forte dor de cabeça consegue deixar o grande crustáceo. Dwebble carrega uma pequena quantidade de pedras do fundo do rio e as lança contra o oponente, não causando nenhum tipo de dano. Kingler observa o pequeno pokémon com desdém e assim vai em direção ao mesmo.

Fisher River: Chega de palhaçada! Jogue o Electrode!
Monotrainer Maxwell: Eu não tenho Electrode! Só tenho este Dwebble!
Fisher River: Droga! Vamos morrer! King Kingler é poderoso, ele vai acabar com a nossa raça! Volte Politoed! Vá Crawdaunt! Use Giga Impact!

                                   


Kingler mergulhava, então seguia ate Dwebble e então investia contra a vitória regia a onde ele se mantinha seguro, Crawdaunt tentava com sucesso segurar o pequeno com uma de suas garras o mantendo seguro por um tempo. O caranguejo não satisfeito, salta d'água e se aproxima rapidamente da lagosta, Kingler segura seu rival com sua garra direita e o aperta em seguida o lança o mais longe o possível (Stomp). Crawdaunt tenta se manter em pé, porém, acaba caindo dentro d'água, o mesmo fecha sua garra protegendo o pequeno inseto e então se levanta ainda com seu companheiro em garra. A lagosta estava furiosa, ela coloca Dwebble sobre outra planta aquática, então se afasta recolhendo impulso e assim corre em direção contra seu inimigo investindo com todas as forças, a casca de Kingler acaba rachando resultado do dano monstruoso.

Fisher River: Muito bem Crawdaunt! Agora Crabhammer ataque na rachadura!
Monotrainer Maxwell: Dwebble! Entre na rachadura e arranhe tudo que conseguir com o seu Fury Cutter!

Kingler mergulha e nada em direção a Crawdaunt, o grandalhão cria um circulo d'água fervente em volta da lagosta a cozinhando literalmente, Crawdaunt acaba tendo queimaduras greves que causam dores constantemente (Scald). A pokémon vermelho carrega suas garras sugando um pouco da agua doce, então ele dispara contra Kingler uma sessão de socos em sua cabeça abrindo ainda mais a fenda em seu crânio. Dwebble aproveita e escala o caranguejo com rapidez, entra na rachadura e o arranha de dentro para fora. Kingler grunhi enfraquecido desmaiando de uma só vez, um só tombo na água já foi o suficiente para uma grande quantidade d'água voar para todos os lados, Dwebble saltou de fora do corpo do monstro marinho e aterrissou em uma vitória regia. River, o pescador, lança uma de suas pokébolas decorativas contra a criatura e espera o resultado. Aquela esfera sugou o pokémon para dentro de si, mas antes disso ela o transformou em um amontoado de bolhas,   aquele artefato se moveu de um lado para o outro e então bolhas saíram da esquerda para a direita avisando a captura. Ambos os treinadores agradeceram e retornaram seus pokémons para suas devidas Pokéballs, tudo parecia ter terminado.


Finalmente aquela guerra tinha acabado, os pokémons agora poderiam cochilar. Eu estava tão feliz, River e eu derrotamos uma criatura monstruosa, mas, ele parecia triste com mais alguma coisa, me dirigi ate ele e coloquei a mão em seu ombro:

- Ei velho! Qual é o problema? Vencemos e paramos com a loucura desse pokémon! - Dizia eu sorridente - Este pokémon... Eu me lembro dele, ele foi minha primeira captura... Ele sempre foi muito agitado e gostava de batalhar... Ele sempre foi muito violento, lutava por tudo e com tudo, ele já causou ferimentos incuráveis em pokémons, ele lutava como um selvagem, não era certo. Acabei me despedindo dele, então o pesadelo começou, sempre lia noticias ou encontrava na TV algo sobre ele, um ataque, uma ferida, uma vitima, passei um tempo o procurando e hoje finalmente consegui conte-lo... Isso me torna um péssimo líder, um péssimo treinador, porque ele é assim? - Disse ele com duvidas, ele segurava o seu choro enquanto pensava - Bem... Eu comecei a jornada ontem... Eu realmente tento cuidar de mim e do meu pokémon, é difícil lidar com um imagine com três ou nove? Eu não sei o que você passa, mas vejo o que eu vou passar, eu aprendo com o que vejo! Se seu pokémon é um psicopata é porque isso é dele, ele só precisa de alguém para guia-lo, ate porque fomos feitos para isso! Somos treinadores pokémon! -Falei em um tom animador e muita felicidade - Eu não consigo acreditar que tive medo de algo que eu mesmo criei, pedi ajuda aos Rangers, eles vasculharam toda Route 207 e 206, procuraram por todos os locais mas nunca o acharam. Sinto que esse pokémon queria me encontrar, eu estou tão feliz de reave-lo ter mais uma chance com ele! Apesar de ter mentido sobre o Electrode e isso quase ter nos matado, fico feliz pela sua ajuda, muito obrigado Maxwell... Vou lhe dar uma carona de volta a Route 206, isso deve pagar a onde eu te meti! Hahaha... - Ele realmente estava feliz com a situação, ele fungava o nariz e limpava as lágrimas e então ligava o motor partindo de volta para o inicio. River foi um grande exemplo de Treinador Pokémon, ele amava seus pokémons e tentava ensina-los o máximo que podia, porém, alguns são levados por natureza, espero me trombar com esse cara mais uma vez.

Acabei perdendo minha manhã com aquela aventura, mas estava muito feliz com os resultados. Despedi de River, que logo sumia na paisagem com o seu barquinho. Meu PokeGear tocava e vibrava em meu bosto, o recolhi com calma enquanto segurava as raivas daquela música irritante, para minha surpresa era Oliver, que curiosamente deveria estar em serviço:

- ALÔ? MAXWELL? VOCÊ ESTÁ NA ROUTE 206? CUIDADO EXISTE UM KINGLER PSICOTICO NESTA ROTA, RECEBEMOS VÁRIAS DENUNCIAS DESSA COISA! SAIA DAI AGORA! - Ele gritava preocupado, que cara exagerado - E o que? Olha, você liga para todo treinador em sua lista de contatos e avisa sobre um perigo iminente? - Respondi de forma irônica e debochada - O que? Sim! MAS SAIA DAI AGORA ISSO É UM ALERTA, NÃO ME FAÇA IR AI E TE TIRAR A FORÇA! - Wow, ameaçador - Nah. Está tudo bem, não se preocupe, eu acho que esse monstro foi pego. Câmbio desligo. - Oliver estava preocupado com a natureza e com treinadores que viviam se aventurando por ela, deve ser um grande saco ser um ranger, mas não vou critica-lo. E assim encerro outra aventura em Sinnoh, preciso ligar para os meus pais e contar o que aconteceu! Que dia mais louco.  


Oie :v

Yay! Por conta de tempo não consegui dar um final digno para essa historia, mas está um bom texto, eu juro! Ah! É se tiver "mins" nesse bordel pode me avisar sem dó, um dia eu vou parar.

Amo vocês :)


_________________
avatar
Squigly
Monotreinador rock
Monotreinador rock

Masculino Mensagens : 18
Pontos : 30
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/07/2017
Nível de personagem : 10

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jornada] - Bobbu

Mensagem por Cueio em Sex Jul 14, 2017 1:52 pm

Saudações, irei agora avaliar a sua jornada. :cueio:

Gostei de ler o seu texto. É legal a maneira como você insere emoções nos personagens. Mesmo você dizendo que poderia ser melhor, gostei do desfecho com o personagem anterior contactando você, criando uma cena meio cômica. Teve uns erros gramáticos e ortográficos por aí mas pelo menos a batalha foi mais dinâmica.

Nota: Ótimo
Bônus: Dwebble recebeu 6 níveis (+2 graças ao bônus de classe); Personagem recebeu 4 níveis (+2 graças ao bônus de classe).


Última edição por Cueio em Qui Jul 27, 2017 6:32 am, editado 1 vez(es)

_________________
avatar
Cueio
Administrador sub-master
Administrador sub-master

Masculino Mensagens : 516
Pontos : 619
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/12/2016
Idade : 21
Localização : Em todo lado
Nível de personagem : 5
Rank : 1000
Ficha : 【FICHA】Cueio
Jornada : 【JORNADA】Cueio

Ver perfil do usuário https://www.youtube.com/channel/UCGv2SwEK8KWzE1rE-e_sj0g

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jornada] - Bobbu

Mensagem por Squigly em Sab Jul 15, 2017 9:55 am


Jornada 1.2 - Cabeça Dura

Acabava de sair do Chalé de Oliver com seus ensinamentos em minha cabeça, a noite estava calma e quase não se ouvia os grunhidos dos pokémons, a onde ficava Oreburgh City? Eu não fazia ideia, e aonde eu posso comprar um mapa? Bem, eu também não fazia ideia. Apenas segui meu coração e o chamado do vento. Ao meio do matagal uma cabeça de pedra flutuava com seu grandes braços levantados, sim, era um Geodude, a criatura que me fez ganhar o dia. Com muita calma eu me movia em direção a ele, pronto para arremessar uma de minhas pokébolas e então "pluff" lancei a primeira que vinha em minha frente, aquela esfera engolia a criatura instantaneamente, porém, ela voltava para as minhas mãos e o Geodude estava muito irado, ele se investia contra min sem medo de me ferir, o que fiz? Bem eu corri, sem Dwebble não tinha como lutar, mas eu precisava capturar aquela criatura. Novamente me escondi, desta vez atrás de uma arvore, o cabeçudo me olhou friamente e logo foi para cima de min, desta vez arremessei novamente a pokébola e então ela o engoliu, aquela esfera se mexia para todos os lados e então mais uma vez ela voltava para as minhas mãos, Geodude estava louco. Eu realmente não tinha nenhuma escolha, tive que lançar Dwebble para outra batalha. Ele parecia cansado e só queria dormir, no entanto, eu precisava dele.


Monotrainer Maxwell: Dwebble use o Rock Blast!

Dwebble juntava algumas pedras ao seu redor, em seguida as lançava aleatoriamente em direção a Geodude causando um dano razoável. A pedra ambulante se levantava as pressas, e então flutuava com muita pressa em direção a Dwebble e então o acertava um poderoso empurrão que jogava o inseto para trás (Tackle). Dwebble estava ferido mas aguardava mais alguns comandos.

Monotrainer Maxwell: Poxa Dwebble! Melhore esse Rock Blast! Vá com vontade!

Dwebble faz com que seu corpo se envolva com um brilho acinzentado, uma grande pedra é formada em cima de seu pequeno corpo por outros fragmentos de rocha, aquela imensa massa rochosa vai aumentando cada vez mais e então o pequeno lança contra seu adversário aquela rocha gigantesca causando um dano monstruoso e arremessando o seu inimigo contra a parede. Geodude acaba sentindo uma forte tontura, mas se recupera rapidamente, a rocha flutuante se mexe freneticamente levantando muito poeira (Mud Sport).

Monotrainer Maxwell: Agora é comigo! Pokéball vai!

Uma esfera bicolor é lançada contra Geodude, a mesma engole o pokémon de alguma forma e o transforma em um brilhante raio branco, a esfera se mexe de um lado para o outro ate que se fixa em um só lugar, a mesma faz com que o botão central brilhe em verde sinalizando a captura concluída.


(Yay, um pokémon fofinho e tenebroso ao mesmo tempo)

Acabei capturando um dos pokémons que eu mais desejava e ele acabou sendo minha primeira captura, o orgulho estava acima da media. Retornei Dwebble logo após a enche-lo de carinho. Geodude estava seguro em sua pokéball, so me perguntava qual seria o seu sexo? Seria uma fêmea parruda? Ou um macho valentão? Bem, isso vai ter que esperar.

Já era tarde da noite e retornei a Oreburgh City, utilizei o Centro Pokémon e o telefone do mesmo, era a hora de contar a verdade para os meus pais, era a hora. Disquei aquele número que nunca saiu de minha cabeça e esperava que eles tivessem a melhor reação que o possível, eu só esperava ser apoiado:

- Alô! Mamãe? - Disse eu com muita confiança - M-Maxwell! É o seu pai meu garoto! Como vai a mineração? - Falava meu pai com muitas esperanças e felicidade
- B-Bem! Hahaha! Eu escavei um fóssil semana passada... Hahaha - Mentir nunca fez mal a ninguém - Este é o meu garoto! Um Stone Heart de verdade! E então porque parou suas explorações veio falar um pouco com o seu velho? - Apenas engoli seco e senti o suor caindo do meu rosto - Então... P-Pai eu sou um Minerador e Treinador Pokémon! Yay! Hive Five! Hahaha... - Eu estava com tanto medo - Hum... Tudo bem... Mas você está minerando e honrando o nome de sua familia certo? Você sabe o que eu acho desses guris que vivem viajando o mundo como vagabundas galanteadoras, certo? - Apenas consegui gargalhar, que reação tosca não é - Certo, Certo... Sim, eu estou me alimentando bem e sim eu já tenho roupas limpas... Certo, adeus. - Foi uma ligação realmente longa, eu realmente não aguentaria mais um minuto se quer ouvindo a voz de meu pai, mas fico feliz que ele me apoie, espero conseguir falar com minha mãe também, ó mamãe quantas saudades.


Oie :v

Eu repostei meu inválido pra capturar o Geodude que finalmente apareceu, esse texto deveria ter acontecido antes, enfim o geodude ta aqui ó: Yay


_________________
avatar
Squigly
Monotreinador rock
Monotreinador rock

Masculino Mensagens : 18
Pontos : 30
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/07/2017
Nível de personagem : 10

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jornada] - Bobbu

Mensagem por Cueio em Sab Jul 15, 2017 1:11 pm

Saudações, irei agora avaliar a sua jornada. :cueio:

É um texto decente. Tem os elementos essenciais todos mas achei que a história ficou um pouco apressada e a batalha pouco dinâmica. Eu gostei do desfecho e gostaria de ver o evoluir dos pais ao longo da história, se é que isso acontecerá.

Nota: Bom
Bônus: Geodude capturado a nível 5; Dwebble recebeu 1 nível; Personagem recebeu 1 nível.

_________________
avatar
Cueio
Administrador sub-master
Administrador sub-master

Masculino Mensagens : 516
Pontos : 619
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/12/2016
Idade : 21
Localização : Em todo lado
Nível de personagem : 5
Rank : 1000
Ficha : 【FICHA】Cueio
Jornada : 【JORNADA】Cueio

Ver perfil do usuário https://www.youtube.com/channel/UCGv2SwEK8KWzE1rE-e_sj0g

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum